Dr. Arany Tunes, CRO-SP 57366

Imprensa


Dia nacional do combate ao mau hálito


O costume de ingerir álcool pelo ser humano vem de longa data.

Nossos ancestrais, num passado distante, já utilizavam o álcool como bebida em rituais, festividades e cerimônias, em diferentes lugares do planeta.

Atualmente, o consumo de bebidas alcoólicas é imenso, assim como a variedade de bebidas: vinho, cerveja, cachaça, vodka, whisky, rum etc.

A quantidade de bebida ingerida pelas pessoas também varia muito. Vai desde o indivíduo que bebe esporadicamente (o chamado uso social), até pessoas que não conseguem ficar muito tempo sem beber (alcoolismo), devido à capacidade do álcool de provocar vício.

Quem já teve a experiência de conversar de perto com alguém alcoolizado com certeza percebeu que o hálito desta pessoa fica alterado.

Mas, afinal, por que isso acontece?

O álcool provoca mau hálito devido a vários motivos. Quando bebemos, todo o nosso metabolismo fica alterado. O álcool e os produtos do metabolismo deste entram na nossa circulação sangüínea e, quando ocorrem as trocas gasosas nos pulmões, ele sai pelo ar expirado, comprometendo o hálito.

O álcool também provoca desidratação. Ficamos com menos água em nosso organismo. Acontece que a nossa saliva é feita basicamente de água. Desidratados, nossa saliva fica mais viscosa, facilitando com que células mortas, bactérias e restos alimentares se juntem na nossa língua, provocando mau cheiro.

Já o uso de bebidas destiladas irrita as células que revestem a nossa boca, fazendo com que a descamação (a troca destas células) aumente.

Estas células mortas podem ficar aderidas na língua e ali apodrecerem, provocando odor desagradável.

O consumo freqüente de qualquer tipo de bebida alcoólica também altera a flora do nosso intestino, aumentando a putrefação dos alimentos. Nosso intestino é especializado em absorção: moléculas resultantes desta putrefação são absorvidas pelo intestino e caem na circulação sangüínea.
Chegando nos pulmões elas são liberadas, deixando o hálito muito ruim.

É importante observar que existem muitas causas para o mau hálito, porém, o uso de bebidas alcoólicas tem ocupado espaço importante na sociedade, pois cada vez mais pessoas consomem álcool.

Pesquisas tem mostrado também que os jovens começam a beber mais cedo do que a alguns anos, o que é preocupante, pois o álcool tem efeito devastador na sociedade, estando relacionado a problemas familiares, acidentes de trânsito, homicídios etc.

*Dr. Arany Tunes é Cirurgião-Dentista e atende casos de halitose em seu consultório


Quero receber mais informações

Voltar


Todos os direitos reservados Clínica Halit® - Desenvolvido por Guia-se

Dr. Arany Tunes é Cirurgião-Dentista, atende casos de halitose (mau hálito) e possui vasta experiência na área. A Clínica Halit oferece, desde a primeira consulta, o tratamento de combate ao mau hálito, e atua na indicação de remédio para mau hálito.
No tratamento do mau hálito, o paciente será sempre atendido com absoluto sigilo, discrição e competência no assunto. Atendemos casos de halitose nas clínicas em São Paulo, Campinas, Sorocaba, Indaiatuba e Piracicaba/SP.


Atende outras cidades da região: Americana, Artur Nogueira, Cosmópolis, Holambra, Hortolândia, Itatiba, Jaguariúna, Monte Mor, Paulínia, Pedreira, Santa Bárbara d’Oeste, Sumaré, Valinhos, Vinhedo, Piracicaba, Limeira, Capivari, Jundiaí.


Grande São Paulo e Região de Sorocaba: Santo André, São Bernardo, São Caetano do Sul, Diadema, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Mogi das Cruzes, Sorocaba, Itapetininga, Tietê, Itu, Tatuí, Taboão da Serra, Jarinu, Alphaville, São Roque, Barueri, Jandira, Itapevi, Vargem Grande Paulista, Cotia, São Lourenço da Serra, Juquitiba, Embu-Guaçu, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Poá, Ferraz de Vasconcelos, Suzano, Santa Isabel, Arujá, Mairiporã, Caieiras, Mauá, Itaquaquecetuba, Guararema, Salesópolis, Biritiba-Mirim, Cubatão, Pirapora do Bom Jesus, Sarapuí, São Miguel Arcanjo, Pilar do Sul, Tapiraí, Piedade Salto de Pirapora, Votorantim, Capela do Alto, Iperó, Tuiuti, Morungaba, Itatiba, Campo Limpo Paulista, Araçariguama, Cabreúva, Várzea Paulista, Itupeva, Louveira, Bom Jesus dos Perdões, Itu, Ibiúna, Nazaré Paulista, Piracaia, Joanópolis, Iperó, Capela do Alto, Atibaia, Porto Feliz, Capivari, Rafard, Guareí, Cesário Lange, Porangaba, Angatuba.


Outras regiões do país: Rio de Janeiro, Brasília, Goiânia.