Dr. Arany Tunes, CRO-SP 57366

Imprensa


Mau Hálito e problemas do psicológicos


O mau hálito é um problema sério e extremamente desagradável que ocorre em milhares de pessoas no Brasil e no mundo. Pesquisas recentes mostram que cerca de 30% da população brasileira, aproximadamente 51 milhões de pessoas, sofram com o mau hálito.

Tratando de pessoas com mau hálito no consultório, encontramos três tipos diferentes de comportamento, do ponto de vista psicológico.

O primeiro tipo de paciente é o que mais sofre psicologicamente. Ele sabe que tem mau hálito e isso o incomoda muito. Quando conversa com as pessoas, às vezes coloca a mão na frente da boca para evitar que alguém sinta o cheiro ou mesmo conversa olhando para o lado. Sente-se envergonhado por ter este problema e normalmente já procurou vários profissionais para resolver o problema sem sucesso.

Normalmente sua auto-estima está muito abalada e às vezes este paciente pode entrar em depressão. Como a maioria dos profissionais da área de saúde estão muito mal informados sobre a halitose (nome científico do mau hálito), este paciente acha que o seu problema é insolúvel, pois já foi ao dentista várias vezes para fazer limpeza, escova os dentes muitas vezes durante o dia e nada do mau hálito passar.

O segundo tipo de paciente tem mau hálito mas não sabe. Devido a uma condição que denominamos fadiga olfatória, alguns pacientes não percebem o cheiro que vem da própria boca. É o que acontece quando compramos um novo perfume, por exemplo. No início, percebemos bem o cheiro mas, após alguns dias de uso, parece que o perfume está ficando fraco. Na verdade o perfume está igual. O que está ocorrendo e que estamos entrando em fadiga olfatória.

Estes pacientes que não sabem que tem mau hálito normalmente não apresentam nenhum problema psicológico. Às vezes até duvidam que o problema existe, achando que o profissional está querendo empurrar um tratamento para ganhar mais dinheiro. Nessa hora é importante o uso do Halimeter, um aparelho que mostra se o paciente tem mau hálito ou não.

Já o terceiro tipo de paciente é o mais difícil de ser tratado. Ele não tem mau hálito, mas acha que tem. É comum ocorrer em quem têm Disgelsia, uma alteração do paladar. Também pode ocorrer em pessoas que tem uma doença chamada Trimetilaminúria. Estes pacientes sentem um cheiro forte de peixe podre.

Quando medimos o hálito no Halimeter e o resultado é negativo, este paciente muitas vezes se desespera: "Se o doutor que é entendido no assunto diz que eu não tenho mau hálito, então ninguém vai conseguir resolver o meu problema".

É importante enfatizar que, independente da causa e do comportamento do paciente com mau hálito, é possível cura em praticamente 100% dos casos.

*Dr. Arany Tunes é Cirurgião-Dentista e atende casos de halitose em seu consultório


Quero receber mais informações

Voltar


Todos os direitos reservados Clínica Halit® - Desenvolvido por Guia-se

Dr. Arany Tunes é Cirurgião-Dentista, atende casos de halitose (mau hálito) e possui vasta experiência na área. A Clínica Halit oferece, desde a primeira consulta, o tratamento de combate ao mau hálito, e atua na indicação de remédio para mau hálito.
No tratamento do mau hálito, o paciente será sempre atendido com absoluto sigilo, discrição e competência no assunto. Atendemos casos de halitose nas clínicas em São Paulo, Campinas, Sorocaba, Indaiatuba e Piracicaba/SP.


Atende outras cidades da região: Americana, Artur Nogueira, Cosmópolis, Holambra, Hortolândia, Itatiba, Jaguariúna, Monte Mor, Paulínia, Pedreira, Santa Bárbara d’Oeste, Sumaré, Valinhos, Vinhedo, Piracicaba, Limeira, Capivari, Jundiaí.


Grande São Paulo e Região de Sorocaba: Santo André, São Bernardo, São Caetano do Sul, Diadema, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Mogi das Cruzes, Sorocaba, Itapetininga, Tietê, Itu, Tatuí, Taboão da Serra, Jarinu, Alphaville, São Roque, Barueri, Jandira, Itapevi, Vargem Grande Paulista, Cotia, São Lourenço da Serra, Juquitiba, Embu-Guaçu, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Poá, Ferraz de Vasconcelos, Suzano, Santa Isabel, Arujá, Mairiporã, Caieiras, Mauá, Itaquaquecetuba, Guararema, Salesópolis, Biritiba-Mirim, Cubatão, Pirapora do Bom Jesus, Sarapuí, São Miguel Arcanjo, Pilar do Sul, Tapiraí, Piedade Salto de Pirapora, Votorantim, Capela do Alto, Iperó, Tuiuti, Morungaba, Itatiba, Campo Limpo Paulista, Araçariguama, Cabreúva, Várzea Paulista, Itupeva, Louveira, Bom Jesus dos Perdões, Itu, Ibiúna, Nazaré Paulista, Piracaia, Joanópolis, Iperó, Capela do Alto, Atibaia, Porto Feliz, Capivari, Rafard, Guareí, Cesário Lange, Porangaba, Angatuba.


Outras regiões do país: Rio de Janeiro, Brasília, Goiânia.