Dr. Arany Tunes, CRO-SP 57366

Imprensa


Mau Hálito


A halitose, ou mau hálito, como o problema é conhecido popularmente, é um problema que atinge cerca de 30% da população, ou seja, 3 em cada 10 pessoas tem mau hálito.

Estima-se que no Brasil, cerca de 50 milhões de pessoas tenham mau hálito.

Todos nós, ao acordar, temos mau hálito. Quando dormimos, nossa produção de saliva diminui muito. Restos alimentares e células mortas da mucosa oral 'apodrecem', liberando odores desagradáveis.

Como ficamos a noite toda sem comer, o nível de açúcar no sangue cai, e começamos a utilizar energia proveniente de gorduras. A queima desta gordura também resulta em elementos que tem mau cheiro.

Após escovar os dentes e tomar café da manhã, o mau hálito desaparece.
Este seria o mau hálito considerado como normal. O que nos preocupa e merece tratamento é o mau hálito que continua durante o dia.

Uma das maiores dificuldades que existem em relação ao mau hálito é o fato de que a pessoa que tem o problema geralmente não sabe, devido a uma condição que chamamos de fadiga olfatória. Dizer a uma pessoa que ela tem mau hálito e algo muito constrangedor, mesmo para uma pessoa muito íntima.

Então, como alertar esta pessoa sobre o problema? Acredito que a solução mais viável seria dar um telefonema para o consultório do profissional que faz este tratamento (pode ser um telefonema anônimo) e deixar os dados desta pessoa (nome, endereço, telefone, e-mail etc) para que o profissional possa informar, de forma clara e delicada, através de uma carta, que existe o problema e que é possível cura.

Existe também uma crença errônea por parte das pessoas em relação à causa da halitose. Muitos acreditam que o mau hálito "vem do estômago", ou que o problema seja a falta de higiene. Raramente um problema estomacal provoca halitose, sendo comum pessoas com ótima higiene bucal apresentarem mau hálito.

Na verdade, existem cerca de 60 causas diferentes para a halitose, sendo que 96% são provenientes de causas bucais. Além disso, o mau hálito pode ser um indicativo de uma desordem sistêmica séria, como o diabetes, hemofilia e leucemia, por exemplo.

Infelizmente, a halitose é um capitulo à parte da odontologia e que desperta pouco interesse dos profissionais. Por um outro lado, pesquisadores estão se aprofundando cada vez mais no assunto, deixando o tratamento a cada dia mais eficaz.

Atualmente, podemos afirmar com certeza que o mau hálito tem cura.

*Dr. Arany Tunes é Cirurgião-Dentista e atende casos de halitose em seu consultório


Quero receber mais informações

Voltar


Todos os direitos reservados Clínica Halit® - Desenvolvido por Guia-se

Dr. Arany Tunes é Cirurgião-Dentista, atende casos de halitose (mau hálito) e possui vasta experiência na área. A Clínica Halit oferece, desde a primeira consulta, o tratamento de combate ao mau hálito, e atua na indicação de remédio para mau hálito.
No tratamento do mau hálito, o paciente será sempre atendido com absoluto sigilo, discrição e competência no assunto. Atendemos casos de halitose nas clínicas em São Paulo, Campinas, Sorocaba, Indaiatuba e Piracicaba/SP.


Atende outras cidades da região: Americana, Artur Nogueira, Cosmópolis, Holambra, Hortolândia, Itatiba, Jaguariúna, Monte Mor, Paulínia, Pedreira, Santa Bárbara d’Oeste, Sumaré, Valinhos, Vinhedo, Piracicaba, Limeira, Capivari, Jundiaí.


Grande São Paulo e Região de Sorocaba: Santo André, São Bernardo, São Caetano do Sul, Diadema, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Mogi das Cruzes, Sorocaba, Itapetininga, Tietê, Itu, Tatuí, Taboão da Serra, Jarinu, Alphaville, São Roque, Barueri, Jandira, Itapevi, Vargem Grande Paulista, Cotia, São Lourenço da Serra, Juquitiba, Embu-Guaçu, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Poá, Ferraz de Vasconcelos, Suzano, Santa Isabel, Arujá, Mairiporã, Caieiras, Mauá, Itaquaquecetuba, Guararema, Salesópolis, Biritiba-Mirim, Cubatão, Pirapora do Bom Jesus, Sarapuí, São Miguel Arcanjo, Pilar do Sul, Tapiraí, Piedade Salto de Pirapora, Votorantim, Capela do Alto, Iperó, Tuiuti, Morungaba, Itatiba, Campo Limpo Paulista, Araçariguama, Cabreúva, Várzea Paulista, Itupeva, Louveira, Bom Jesus dos Perdões, Itu, Ibiúna, Nazaré Paulista, Piracaia, Joanópolis, Iperó, Capela do Alto, Atibaia, Porto Feliz, Capivari, Rafard, Guareí, Cesário Lange, Porangaba, Angatuba.


Outras regiões do país: Rio de Janeiro, Brasília, Goiânia.